Brasilia Metro Homicides

.

Policial militar pega 101 anos de prisão pelo estupro de sete mulheres

O sargento da Orquestra Sinfônica da Polícia Militar de Minas Gerais Alexander Lourenço da Silva, de 38 anos, preso desde 8 de março de 2012, foi condenado a 101 anos de prisão por estuprar sete mulheres e tentar atacar outras duas na região metropolitana de Belo Horizonte.

No entanto, o militar ficará preso por, no máximo, 30 anos, como estabelece a legislação brasileira. Os crimes foram praticados entre agosto de 2011 e janeiro do ano passado.

Nem os homens que simbolizam a lei estão livres do ''natural''

O sargento agiu sem razão alguma, agiu como um animal, sem haver pudor algum, o homem não agiu com consciência ou como um humano. Esse sujeito não merece respeito ou direito algum de contestar a punição que lhe foi dada, além disso, a pena não deveria ser reduzida para 30 anos como estabelece a legislação brasileira e sim morrer na cadeia. Ele tirou a dignidade dessas mulheres, sem pensar em respeito.



Homem joga dois cães pela janela de apartamento em Copacabana.

Um homem jogou dois cães da janela do apartamento da própria mãe em
Copacabana, na Zona Sul do Rio, por volta das 19h desta quarta-feira (22),
e quase foi linchado por pedestres. Segundo a polícia e vizinhos, ele teria
tido um surto e atirado os animais, das raças pastor alemão e poodle, do
sexto andar do edifício na Rua Belford Roxo, próximo à Rua Barata Ribeiro,
uma das principais vias do bairro. Os cachorros morreram na queda e
permaneciam no local até as 22h20, para a realização da perícia.

Triste Sociedade

A vida na sociedade de hoje não é mais a mesma. Seres humanos deixam de serem humanos para cometer atos animalescos e que revelam a sua verdadeira natureza. Na nossa edição do dia veremos como um ser racional pode ceder aos seus instintos naturais e como a sociedade corrompe psicologicamente um ser, aparentemente consciente e cheio de ''razão''