Direitos Humanos

Exija seus Direitos, não seja só mais UM

Campanha

Justificativa:

Assim que vimos a desonestidade por trás das pessoas que tentam impedir a criação de uma sociedade questionadora e conhecedora de seus direitos, decidimos que nós precisávamos fazer alguma coisa.

Muitos desconhecem os direitos que lhes são assegurados, os quais muitas vezes o próprio governo não faz sua parte para que esse direitos fiquem ao alcance da sociedade.

Infelizmente, muitas pessoas preferem não interferir nos atos desses aproveitadores. No entanto, nossa ideologia acredita que podemos fazer a diferença e decidimos iniciar esse projeto como nosso primeiro passo em direção à mudança.

Objetivo Geral:

Conscientizar a população do valor de seus direitos e o que os mesmos representam na sociedade atual. Formando um projeto para que as pessoas tomem consciência da maneira que devem agir, usando as leis a seu favor.

Objetivos Específicos:

1-Propiciar às pessoas interessadas o conhecimento de seus diretos;

2-Aperfeiçoar o conhecimento a respeito dos possíveis infrações aos que são alheios ao tema;

3-Sensibilizar as pessoas a disponibilizar o conhecimento adquirido. Por meio dessa campanha

Estratégia:

A nossa estratégia nesse projeto baseia-se na criação de um hashtag (#), de um slogan e de um logotipo. Também estamos planejando exibir nossa campanha nas redes sociais como facebook, twitter e smore.


LOGO

Vídeo

O vídeo a seguir nos mostra um exemplo de como alguns direitos (no caso do vídeo, o direito à segurança, ao respeito e à dignidade) são simplesmente ignorados por parte da sociedade


https://vimeo.com/72609224

Liberdade de Pensamento

Segundo o Artigo 18 da declaração dos direitos humanos, todos têm direito à liberdade de pensamento. Cada pessoa pode escolher sua crença, muda-la ou pratica-la como quiser.

Isso nem sempre é seguido, pois existem países que são teocráticos, ou seja, a religião esta ligada a constituição. Um exemplo desses países é o Vaticano. Outro caso de violação ocorreu na China, onde cristãos foram perseguidos por praticarem sua religião fora dos canais aprovados pelo Estado.

Essas coisas violam o artigo 18 porque impõem uma religião (Vaticano) ou perseguem pessoas pela religião delas (China). Para que essas infrações não ocorressem só era necessário o bom senso e a tolerância de cada um. Se cada pessoa respeitasse a religião dos outros, esse artigo não seria violado.

Se a declaração fosse comprida a insatisfação de muitos povos com seus governos iria diminuir, pois eles deixariam de ser muito autoritários, coisas como o que ocorreu na China nunca mais voltariam a se repetir. Nazismo não voltaria a se repetir, uma vez que uma de suas bases era o extermínio de um povo baseado na sua crença.

Nós vemos que este artigo é bem fácil de ser cumprido, só depende de cada pessoa ser ou não tolerante. Se cada um fizer sua parte, e todos cooperarem ele não seria mais um artigo na declaração, seria uma realidade do nosso dia-a-dia.



Léxico dos Direitos Humanos

Integrantes da Campanha

Antônio Ungarelli Nº6

Elano Pinheiro Nº11

Felipe Lima Nº15

Henrique Pereira Nº25

João Vitor Perrusi Nº27

Luis Eduardo Cetauro Nº28