Juventude e Conflitos Familiares

Fatores que levam os jovens a conflitarem com suas famílias.

As consequências das crises familiares

Esses conflitos familiares que a princípio podem parecer normais (e o seriam se fossem encarados assim desde a tenra idade) podem gerar traumas, desavenças incompreensão, falta de diálogo, distanciamento entre os componentes da família, com as mais terríveis e inesperadas conseqüências.


A violência doméstica tem preocupado os educadores, pois ela se acentua cada década. Desde o espancamento físico até as caras e bocas que marcam as agressões verbais que as vezes marcam mais do que uma violência física.

A violência doméstica está sendo monitorada pela Universidade Federal de Minas Gerias (UFMG) um projeto dedicado a pais e filhos carentes, vítimas de desavenças familiares geradas por desemprego e alcoolismo, está tentando mudar o rumo da história de muitas crianças.


Uma das consequências dos problemas não resolvidos em casa, fazem com que os jovens se associem com o mundo das drogas em busca de conforto. Além disso, segundo o professor do departamento de psicologia da Universidade Federal de Minas Gerais Vítor Haase, a tendência é a de que os filhos reproduzam em suas relações o mesmo comportamento que veem nos pais.


Disponível em: (http://www.midiagospel.com.br/estudos-para-casais/as-consequeencias-das-crises-familiares) Acesso em: 05/04/2016


A fraqueza mental dos jovens a buscarem soluções no mundo das drogas, não se deve somente a eles, mas também ao ambiente de constante conflito em que vivem. Ainda, o comportamento ruim visto em casa vai ser refletido em como o jovem age nas ruas, fora do ambiente familiar.

Big image
A violência doméstica, responsável por muitos conflitos familiares, é ainda uma das causas principais de violência urbana, já que o que é feito pelos pais provavelmente será replicado pelos filhos dentro e fora do ambiente familiar. A charge ilustra que a violência doméstica deve ser levada a justiça e punida.


Disponível em: (https://www.google.com.br/search?q=poema&safe=active&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwif-oKjvffLAhXKj5AKHYkKBrUQ_AUIBygB&biw=1920&bih=979#safe=active&tbm=isch&q=briga+pais+e+filhos+charge) Acesso em: 05/04/2016

Poema

''Nosso amor nasceu de um olhar
Cresceu com um beijo
Se fortaleceu com nossas brigas
Sobreviveu a todas as crises
E só estamos juntos porque nosso amor è verdadeiro!
Por isso hoje sei que não sei viver sem você!
Sem teu jeito, teu sorriso
Sei que não te amar è impossível!''


Disponível em: (http://pensador.uol.com.br/poemas_de_brigas/) Acesso em: 05/04/2016


O poema reflete como, apesar dos conflitos familiares que eventualmente aconteceu, a família tem somente que se fortalecer e se amar mais. A ideia do poema expressa o que seria uma situação ideal, já que muitos dos conflitos familiares atualmente não levam ao fortalecimento do amor, e sim a agressões e até mesmo ao ódio, como já ilustrado nos textos e comentários acima.

Os conflitos familiares relacionados ao livro '' Depois Daquela Viagem''

Valéria, autora e personagem principal da obra " Depois daquela viagem" vive um grande conflito familiar dentro da história. Ao descobrir que era portadora do vírus HIV, a autora conta a família, que, como era comum na época, não aceitou da melhor forma. Os conflitos persistem por quase todo o livro, seja por questões médicas, como o querer ou não de Valéria para tomar o remédio que retarda os efeitos do vírus, e até mesmo questões gerais, como quando o pai, ao saber que Valéria ficaria mais 6 meses nos Estados Unidos, tentou mudar a ideia da filha para ter seus interesses atendidos.

Porém, um conflito familiar não muito citado no livro e que adoramos foi o de Valéria com sua irmã. Em seu primeiro semestre estudando inglês fora, ela menciona que brigava constantemente com sua irmã e não gostava muito do jeito de se vestir dela, mas apesar de tudo isso, a amava e sentia saudades da irmã, e "sentia saudades de todo mundo na verdade". Essa frase configurava o "conflito familiar ideal", descrito no poema acima e que serve não para separar mais a família, e sim para uni-lá mais.

Apesar da condição de portadora de AIDS, no fim das contas, Valéria nunca deixou de amar e ter apoio de sua família, e amigos, apesar de vários conflitos, alguns resultantes da AIDS e de como era vista, já outros, nem tanto.

Bruno Diniz, Pedro Sanchez, Raphael Lontra, Victor Guedes, Vinícius Nery