Ciclo cardíaco

Sístole e diástole

Sístole: É uma contração ventricular, onde ocorre o esvaziamento dos ventrículos. Durante a sístole, o sangue entra nas artérias, pelos leitos capilares, mais depressa do que sai.


Diástole: É o relaxamento ventricular, é nessa fase que os ventrículos recebem sangue dos átrios. Nesse período, de pressão arterial mínima, a cavidade dilata-se (auriculas e ventriculos) e permite a entrada de sangue, para que possa ser expelido na contração.

Controle do ritimo cardíaco

Nódulo Sino-Atrial: região especial do coração, que controla a frequência cardíaca. Localiza-se perto da junção entre o átrio direito e a veia cava superior e é constituído por um aglomerado de células musculares especializadas. A frequência rítmica dessa fibras musculares é de aproximadamente 72 contrações por minuto, enquanto o músculo atrial se contrai cerca de 60 vezes por minuto e o músculo ventricular, cerca de 20 vezes por minuto. Devido ao fato do nódulo sinoatrial possuir uma frequência rítmica mais rápida em relação às outras partes do coração, os impulsos originados dele espalham-se para os átrios e ventrículos, estimulando essas áreas tão rapidamente, de modo que o ritmo do nódulo SA torna-se o ritmo de todo o coração; por isso é chamado marcapasso.


Nódulo Atrio-Ventricular: Este nodo, localizado em uma região bem baixa do sincício atrial, tem por função principal retardar a passagem do impulso antes que o mesmo atinja o sincício ventricular. Isto é necessário para que o enchimento das câmaras ventriculares ocorra antes da contração das mesmas, pois, no momento em que as câmaras atriais estariam em sístole (contraídas), as ventriculares ainda estariam em diástole (relaxadas). Após a passagem, lenta, através do nodo AV, o impulso segue em frente e atinge o feixe AV.

Big image

1- Nódulo Sino-atrial 2- Nódulo Átrio-ventricular

Arritmia Cardíaca

Carolina Cinnanti (14) Fernanda Cabral (19) Rebeca Prado (42)

3º D