BASQUETE

História do Basquete

Em Dezembro de 1891, o professor de educação física canadense James Naismith

(Springfield College em Massachusetts - Estados Unidos), recebeu uma tarefa de seu diretor: criar um esporte em que os alunos pudessem praticar em um local fechado, pois o inverno costumava ser muito rigoroso, o que impedia a prática do Beisebol e do Futebol Americano. Logo escreveu as treze regras básicas do jogo e pendurou um cesto de pêssegos a uma altura que julgou adequada: 10 pés, equivalente a 3,05 metros, altura que se mantém até hoje; já a quadra possuía, aproximadamente, metade do tamanho da atual. O esporte é jogado por duas equipes de 5 jogadores, que têm como objetivo passar a bola por dentro de um cesto colocado nas extremidades da quadra, seja num ginásio ou ao ar livre. Os aros que formam os cestos são colocados a uma altura de 3 metros e 5 centímetros. Os jogadores podem caminhar no campo desde que driblem (batam a bola contra o chão) a cada passo dado. Também é possível executar um passe, ou seja, atirar a bola em direção a um companheiro de equipe. Uma das principais competições de basquete é a Federação Internacional de Basquete fundada em 1932, mais conhecida por FIBA, uma associação que organiza e regula o esporte em nível mundial, que conta com 215 associações nacionais federadas e, desde 1989, está organizada em cinco zonas continentais. Os campeonatos oficias que a FIBA realiza acontece de quatro em quatro anos, alternando com o ano em que se organiza as olimpíadas. Os países que participam são Argentina, Brasil, Chile, Uruguai, Iugoslávia, Itália, Colômbia, Espanha, Canadá, França, Grécia e Estados Unidos. Os Estados Unidos da America possui a maior liga de basquete do mundo, a NBA (National Basketball Association), e um enorme número de praticantes do basquete, assim como o Canadá. O campeonato Sul-americano começou em 1930, e o Brasil é seu maior ganhador com 17 vitorias. Em 1934, a COI aprovou a inclusão do basquete nos Jogos Olímpicos, onde os norte americanos são os mais vitoriosos. Apesar de seu início se dar no país americano, quase todos os países do mundo praticam o basquete, e em alguns países se tornou um dos principais esportes. O basquete é reconhecido como um esporte desafiador, tático e sem violência, onde o trabalho de equipe é importante. Hoje em dia o Brasil é considerado um dos países mais fortes nos esportes em geral, principalmente no basquete. A National Basketball Association (NBA), traduzida ao português Associação Nacional do Basquete, é a principal liga de basquete profissional da América do Norte. Foi fundada em 1946 pelos proprietários das principais arenas de Hóquei no gelo dos Estados Unidos e Canadá.Os jogadores da NBA são os mais bem pagos esportistas do mundo, por salário médio anual. São exemplos de atletas brasileiros que atuam no exterior Oscar Schimidt, Érika, Leandrinho, Kelly, entre outros.

Tecnologia da Informação nos Esportes

A tecnologia está presente em vários momentos do nosso cotidiano e pode trazer grandes benefícios à vida humana. O mundo da tecnologia está melhorando fortemente a produtividade e a qualidade de produtos manufaturados, e a entrega de bens e serviços. Frequentemente, inspira maior criatividade por causa da eliminação das tarefas tediosas. A Internet permite aos indivíduos se comunicarem com outro de ideias parecidas ao redor do mundo, e facilita muito, também, na área de pesquisas.

TIC é a abreviação de "Tecnologia da Informação e Comunicação". É um conjunto de recursos tecnológicos que, se estiverem integrados entre si, podem proporcionar a automação e a comunicação de vários tipos de processos existentes nos negócios, no ensino e na pesquisa científica, na área bancária e financeira, etc. Ou seja, são tecnologias usadas para reunir, distribuir e compartilhar informações.

Na área esportiva a tecnologia tem se mostrado uma verdadeira aliada ao meio. As novidades tecnológicas ajudam os atletas a superarem limites e acabam dando uma força para o juiz. Quando o olho humano acaba falhando, as máquinas podem contribuir para dar o resultado mais justo. Com sistemas recentes de análise de esporte em vídeo, treinadores podem coletar e codificar dados de ação durante o evento e então mostrar aos atletas onde os problemas surgiram para correção instantânea. Já existem tecnologias que auxiliam árbitros em esportes como o tênis.

Objeto da Pesquisa:

Com esse trabalho, buscamos aprender sobre o basquete, suas origens, historia e táticas, e sobre como a tecnologia influencia o esporte, como ajuda, como é usado e como é importante para um desenvolvimento notável nos esportes. Buscamos também através da pratica, analisar lances de basquete, com fotos e vídeos, fazer a analise dos erros e acertos e chegar a um conclusão.


Metodologia que foi utilizada:

- Pesquisas em sites de esportes, olimpíadas e artigos sobre a tecnologia.

- fotos e vídeos durante a pratica de lances para analise

- analise dos lances pela teoria dos ângulos adequados nos movimentos dos braços e pernas, forca, entre outros.

Analise dos Primeiros Arremessos

Analise dos movimento de cada jogador,percebemos por meio das imagens e vídeos que Letícia apresentou o maior desempenho no grupo,de 10 arremessos,acertou 5.A jogadora deu um grande impulso ao lançar a bola,flexionou os joelhos corretamente,se posicionou e usou toda a força de seus braços ao arremessar a bola,fazendo o angulo de 90 graus, esses movimentos facilitaram o seu desempenho tendo ótimos resultados.

A jogadora Amanda, de 10 arremessos, acertou 3.Observamos nas imagens e nos vídeos, que não foi falta de impulso nas pernas, e sim forças nos braços ao lançar a bola e a altura que a bola deveria alcançar para acerta a cesta não foi determinada pela jogadora.

A jogadora Marcella, de 10 arremessos,acertou 1. A analise feita por meio das fotos e vídeos,deixam claro que a jogadora não estava com seus olhos focados no alvo(aro da cesta), também não usou toda sua força para lançar a bola e a jogadora nessa situação de arremesso com ângulo, poderia ter jogado a bola no quadrado desenhado na tabela, para a bola rebater e cair dentro da cesta.

Após o analise dos movimentos de cada um dos jogadores e estudarmos a forma correta para o melhor desempenho,concluímos que a técnica,o treino e a prática desse esporte,são necessários para que o arremesso seja feito com êxito .

E para que os arremessos de cada jogador seja realizado com sucesso, devemos organizar os movimentos necessários em etapas :

1. Segurar a bola com a mão dominante (que irá arremessar) e colocar a outra mão na lateral da bola.

2.Se posicione em frente a cesta e olhe por cima da bola,focando seus olhos no aro da cesta.

3.Tenha equilíbrio,abra suas pernas de modo á colocá-las em linha com a largura de seus ombros.

4.Flexione os joelhos,eleve o cotovelo e estenda os braços que arremessa á cesta.

5.Arremesse a bola movendo a mão dominante para baixo. Seguindo essas etapas de movimentos e praticando,melhorou o desempenho dos jogadores do grupo.


LETÍCIA

Avaliação do Basquete - Parte 1 Letícia Kratka

AMANDA

Avaliação do Basquete - Parte 2 Amanda Altoé

MARCELLA

Avaliação do Basquete - Parte 3 Marcella Queiroga

Conclusão

Após o estudo e recomendações de novas técnicas,as três jogadoras do grupo treinaram novamente os arremessos. O número de acertos de nenhuma das jogadoras aumentou, já que não são treinadas e não têm habilidades nesse esporte, mas tiveram um melhor desempenho para realizar os arremessos com êxito, obtiveram melhoras na tentativa de acerto fazendo os movimentos de acordo com as etapas organizadas pelo grupo. A maior dificuldade apresentada foi colocar forças nos braços, pois as mulheres em comparação com os homens, apresentam força inferior nos braços o que acaba prejudicando pelo fato da bola ter que alcançar a altura necessária para acertar a cesta. A tecnologia da informação nos ajudou a detectar o erro nos movimentos e a melhorar o desempenho de cada jogador,com as informações que nos oferece.

AMANDA

MARCELLA

INTEGRANTES