Vórtex no pacífico

Um lugar onde todo o lixo do mundo se encontra

Apresentação

Isso é simplesmente uma sopa de lixo formada por uma grosa camada de garrafas pet, copos plásticos, sacolas plásticas, etc. Charles Moore, um oceanógrafo americano que descobriu a “Grande área de lixo do Pacífico” ou o “vórtex de lixo”, acredita que cerca de 100 milhões de toneladas de dejetos estão circulando na região. Marcus Eriksen, um diretor de pesquisa da fundação de pesquisa americana Algalita Marine, fundada por ele: “A idéia que as pessoas tem sobre isso é que há uma ilha de lixo de plástico sob a qual se pode andar em cima. Não é assim. É mais como uma sopa de plástico.”.


A grande expansão dos pedaços de plástico – de fato a maior quantidade de lixo no mundo jogada fora – está sendo concentrada em uma determinada área pelo movimento circular das correntes marítimas. Esta sopa em movimento expande-se por cerca de 500 milhas náuticas a partir da costa da Califórnia, cruza o norte do Pacífico, passa o Havaí e chega quase ao Japão.

Curtis Ebbesmeyer, um oceanógrafo e um técnico que controla os dejetos de plástico em praias, vem acompanhando o aumento do lixo de plástico nos oceanos nos últimos 15 anos e compara o vórtice de lixo a uma entidade viva: “Ele se move em círculos como um grande animal sem controle” Quando esse animal se aproxima da terra, e isso acontece no arquipélago havaiano, o resultado é dramático. “A área de lixo de derrama sobre a praia, e você tem uma praia coberta com esse confete de plástico.”

PLASTIC BAG | FUTURESTATES | ITVS

Prejuísos

Essa mistura de coisas que são jogadas por nós nos mares, podem prejudicar drasticamente o ecossistema e, consequentemente, pode acabar com espécies. Alem de interferir quimicamente na água, não de porma imediata, mas, com, o tempo, as garrafas plasticas pode liberar substancias que podem contaminar a a água e até tornar o lugar inabitável. Esse lugar que se encontra na costa oeste dos Estados Unidos da América, já causou danos irreversíveis para o meio ambiente