Direitos Humanos

Liberdade Religiosa

Justificativa da Escolha

O Brasil é um país de imensa diversidade étnica e social que se originou com a grande miscigenação dos tempos coloniais. Com a diferença de culturas as religiões também se distinguem que por contrariarem o estado da época foram perseguidas e reprimidas. Com isso, os genes do desrespeito estão enraizados na sociedade brasileira e se manifestam, mesmo que de maneira velada.


A escolha do artigo da Declaração dos Direitos Humanos sobre liberdade de religião foi devido a uma percepção nossa do grave desrespeito e preconceito da sociedade com relação a diversidade religiosa no país.

Objetivos

Objetivo Geral


Garantir a todo ser humano a liberdade de seguir, professar e praticar por culto ou observância a religião escolhida, capacitando também ao indivíduo a troca de crença.


Objetivos Específicos


1: Respeitar a escolha religiosa de cada um bem como possibilitar a manifestação sem restrições preconceituosas.

2: Capacitar a sociedade para suportar e se adaptara todo tipo de diferença religiosa.

3: Permitir o dialogo interreligioso e também a oportunidade de troca de crença.

Introdução

Direitos humanos


Os direitos humanos sempre estiveram presentes em muitas sociedades ao longo da história, entretanto, a forma de como esses se apresentavam variou muito de cultura para cultura. Mas o que são direitos humanos?

Antigamente, a questão dos direitos humanos já existia, entretanto ela era abordada de uma forma muito diferente de como ela é hoje, em sociedades como a grega, a romana e a egípcia, se determinado indivíduo não pertencesse à determinada classe social, geralmente as mais elevadas, ele não possuía direitos que eram assegurados a outros, e isso contribuía para o desenvolvimento de problemas sociais gritantes. Um claro exemplo disso são as mulheres na democracia ateniense, onde, ao contrario dos homens essas não possuíam o direito de participar da vida pública e das questões da cidade. Com o passar dos séculos as sociedades foram se modificando e com elas foram os direitos humanos. Em 1789 com a revolução francesa os direitos humanos deram um grande passo em direção ao futuro, nessa revolução, foi elaborada a declaração dos direitos do homem e do cidadão (Déclaration des Droits de l'Homme et du Citoyen) cujo os principais ideais eram a liberdade, a igualdade e a fraternidade (Liberté, Egalité, Fraternité) Entretanto, demoraria mais 159 anos para que os diretos do ser humano fossem tratados e aceitos por uma comunidade global. Em 1948, sobre a tutela de Elenor Roosevelt, viúva do ex-presidente americano Franklin D.Roosevelt, a comissão dos direitos humanos da ONU criou a declaração universal dos direitos humanos, que estabeleceram 30 artigos que são considerados fundamentais para que se existam direitos humanos na sociedade e no mundo.

Atualmente, esses direitos em pleno século XXI e 65 anos após a declaração, continuam sendo desrespeitados em todos os instantes, em praticamente todos os lugares. Não são as grandes revoltas que iram mudar esse problema, mas sim a iniciativa de cada um em se tornar um ser mais ético amável e justo.




Violação dos Direitos Humanos

LIBERDADE DE EXPRESSÃO


Segundo o artigo 19 da declaração dos direitos humanos das nações unidas, todo homem tem o direito de expressar livremente as suas ideias, ideais, pensamentos e etc. Entretanto não foi sempre assim, no Brasil durante o período da ditadura militar os oposicionistas do regime foram duramente perseguidos não importando se eram homens ou mulheres, políticos os estudantes. Quem era contrario, sofria duras perseguições dos aparatos de repressão do estado como o DEOPS e o DOI-CODI que realizavam prisões e torturas culminando com a morte de milhares de cidadãos e cidadãs.

Atualmente, estamos observando no cenário nacional o surgimento de uma série de manifestações populares que começaram por volta do dia 6 de junho na cidade de São Paulo com o intuito de impedir o aumento da passagem no transporte coletivo, com o passar das semanas o movimento ganhou força e espaço no Brasil e no mundo sendo amplamente divulgado nas redes sociais e pelos tradicionais meios de comunicação. Esse novo movimento que vem tomando conta do cenário político nacional está diretamente ligado a liberdade de expressão, pois é por meio desta que os manifestantes expõem as suas ideias.

É necessário em um momento como esse que o estado saiba respeitar esse direito dos manifestantes e que os manifestantes saibam respeitar os limites legais de seus direitos.

A liberdade de expressão da ao povo a capacidade de manifestar-se em relação a aflições da vida cotidiana, entretanto se essa liberdade for usada de forma confusa o Brasil pode ficar com má fama o que trará uma série de problemas futuros ao país.

Seria muito difícil que um grupo com poucas pessoas fizesse algo que impedisse ou diminuísse a violação da liberdade de expressão, mas como nos dias de hoje a internet é uma ferramenta usada amplamente no mundo, uma campanha de conscientização via web poderia dar maior visibilidade ao problema relacionado a liberdade de expressão.

Se a Declaração dos Direitos Humanos fosse, pelo menos, conhecida o povo teria mais respeito em relação aos seus artigos, mas para ela seja seguida por todos seria necessário que o governo mostrasse que ele não esta a quebrando e também dar à população um jeito mais fácil de ter contato com a Declaração para que não haja nenhuma forma de fuga em caso de uma infração.

A cooperação popular seria algo importante também, pois sem uma união de grande parte da população as leis não seriam cumpridas de forma uniforme o que traria problemas em penalizar quem fugisse delas, e também confundiria jovens cidadão em como fazê-las.

Qualquer direito usado abusivamente causa consequências ruins e expressar-se livremente não é diferente,porém sem este direito não seria possível ao Brasil e a outros lugares muito do que acontece hoje como: leis, plebiscitos, protestos, marchas, músicas, críticas,então para que um país tenha esse direito preservado é bom que use dele com sabedoria e responsabilidade por parte da população.


Popplet: Associação da Declaração dos Direitos Humanos com o Artigo 5º

Popplet: Artigo 5º em Inglês

Propaganda da Campanha

Trabalho Integrado 1ºA

Logotipo

Slogan da Campanha

"A nossa liberdade é a nossa fé"


Hashtag

#FénaLiberdade

Estratégia




O nosso grupo prefere usar do apelo para conscientizar a cada um que a Liberdade de Religião é algo de estrita importância no Brasil, então decidimos que redes sociais da moda e frases de efeito poderiam vir a ajudar na divulgação,utilizaremos do Twitter e do Instagram, que estão relativamente em alta em Brasília nos últimos tempos, para a divulgação de nossa campanha contra o preconceito e favor da liberdade religiosa.


Grupo: Heitor-17,Gabriel Gomes-12, João Felipe Amaral-22,Isabela Albuquerque-20, Pedro Ibarra-47 e Vitor Frota-44