O Romanticismo Americano

Uma visão geral do Romanticismo na América do Norte

O Romantismo é um movimento cultural de trabalhos literários na América entre 1828 e 1865.

O termo Romanticismo emergiu no período medieval em meados de 1200 á 1500 e significa estória. Na cultura americana Romances são distintos de novelas, esta retrata o que é mundano e real.
Este movimento cultural refere-se a trabalhos literários produzidos na America entre 1828 e 1865.
Mas, durante 1860 e 1900 houve um período do manifesto da Razão, que compreende em um estilo de escrita realístico, por exemplo, na obra de Herman Melville, Mobby Dick, mostra muitos detalhes sobre a indústria das baleias.

Logo os Romanticistas contestaram este período de busca pela Razão e no lugar da razão e dos cálculos eles buscavam seguir a doutrina da sensibilidade que compreendia a sinceridade a espontaneidade a fé e a emoção como marcas da verdade.

A natureza era considerada uma fonte de aprendizado para a sociedade, por exemplo, organicismo defendia a constituição de todos os organismos da natureza como complementares e assim por conseguinte únicos.

O Romanticismo também abrangeu a Europa e a Inglaterra.
No campo político os Romanticistas defendiam a substituição da monarquia pela democracia, argumentando em favor da liberdade individual.

Então o Romanticismo Americano foi influenciado pela oportunidade de expansão e liberdade, pela troca de culturas e perspectivas trazidas das imigrações, o crescimento industrial no norte e a busca por novas raízes espirituais.
HISTORY OF IDEAS - Romanticism
The Raven (Christopher Lee)

Lista dos principais Romanticistas Americanos e Europeus




James Fenimore Cooper
Emily Dickinson
Frederick Douglass
Ralph Waldo Emerson
Margaret Fuller
Nathaniel Hawthorne
Washington Irving
Henry Wadsworth Longfellow
Herman Melville
Edgar Allen Poe
Henry David Thoreau
Walt Whitman



William Blake
Lord Byron (George Gordan)
Samuel Coleridge
John Keats
Ann Radcliffe
Mary Wollstonecraft Shelley
Percy Bysshe Shelley