Trabalho de Educação Física

A tecnologia no esporte

GRUPO

Ana Dytz n° 4 Fernanda Melo n°17 Laura Oliveira n°31 Paulo Aires n° 39 Rafael Acioli n° 41

2 ano C

INTRODUÇÃO

O basquetebol é um esporte coletivo inventado em 1891 pelo professor de Educação Física canadense James Naismith. É jogado por duas equipes de 5 jogadores, que têm por objetivo pontuar acertando a bola na cesta do adversário. No início o jogo era disputado por 9 pessoas em cada equipe. Equipes de cinco pessoas passaram a ser o padrão por volta de 1897. Os principais atletas no mundo jogam nos EUA, entre eles se destacam: Michael Jordan, Yao Ming, Kobe Bryant, Lebron James e Dwight Howard. No Brasil, pouco a pouco, o esporte vem se tornando mais acessível à população, levando cada vez mais pessoas aos jogos. Podemos citar como principais circuitos mundiais competitivos a NBA, Euroliga, Olimpíadas, Campeonato Mundial de Basquete, entre outros. No Brasil podemos citar o Campeonato Brasileiro de Basquete Feminino, o Campeonato Carioca Masculino de Basquete, Campeonato Paulista de Basquete, entre outros. A FIBA (Federação Internacional de Basquetebol) é uma associação que organiza e regula o esporte em nível mundial. Ela também definiu as regras internacionais de basquetebol, especificando equipamentos, controlando árbitros e fiscalizando a transferência de atletas. A sede da FIBA fica localizada na Suíça. O basquete no cenário esportivo mundial é um esporte que atrai o interesse da mídia e também dos espectadores. Tomando como exemplo uma comparação entre os EUA e o Brasil, podemos dizer que o basquete atrai muito mais a atenção da mídia e dos espectadores nos EUA do que no Brasil. O Brasil ainda é visto como o país do futebol, e não somente visto mas como também se comporta de tal maneira. Porém, com o passar dos anos, o basquete vem cada vez mas se popularizando e tomando a atenção da mídia e dos espectadores aqui no Brasil e mundo a fora, pois a NBB (Liga Nacional de Basquete) está cada vez mais repercutindo e sendo reconhecida no cenário mundial. Essa diferença entre os países pode ser explicada pela presença ou não de incentivo ao esporte, além de quadras e material para o desenvolvimento do jogo. Também pode ser visto como uma questão cultural. A realidade do basquete profissional no Brasil é muitas vezes preocupante. Segundo uma pesquisa feita pela Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC), que analisou as dificuldades encontradas pelas atletas praticantes de basquete feminino adulto do estado de MG com relação a treinos e competições, foi concluído que as dificuldades encontradas pelas atletas em participar de competições estão relacionadas ao amadorismo do esporte, pois todas as dificuldades se relacionam com a falta de dinheiro para estabelecer uma dedicação exclusiva ao esporte. Comparando atletas profissionais de futebol e atletas profissionais de basquete podemos facilmente identificar o enorme contraste entre esses dois atletas, principalmente no Brasil. No nosso país, os atletas futebolísticos ganham muito mais e são muito mais reconhecidos pela mídia do que os atletas praticantes do basquete. A NBA, que é a liga norte americana de basquete, deve ser tomada como exemplo e patamar de onde se quer chegar com o basquete no âmbito mundial. A NBA é um exemplo de profissionalismo e reconhecimento dos atletas, além do incentivo ao esporte.


A tecnologia de informação no esporte


A tecnologia é muito importante para a prática esportiva de alto rendimento, principalmente, na parte de estatística. A análise de estatísticas ajuda os times, jogadores e comissão técnica, a analisarem o que precisa ser melhorado.

A tecnologia é importante na parte de condicionamento físico, capacidade física e saúde, dos atletas.

As imagens, também são muito importantes, por elas, podem-se fazer comparações e análises, podendo melhorar o rendimento de atletas.

Também é muito importante no papel da saúde do atleta, pois analisando erros e corrigindo-os, lesões podem ser evitadas.

Arremessos

Primeiramente foram executados arremessos pelos alunos Rafael Acioli, Paulo Aires e Fernanda Melo. Cada um arremessou de acordo com a sua técnica.
Trabalho ed física
Trabalho de ed fisica
Trabalho de ed fisica

Pontos que necessitam ser aprimorados

Rafael Acioli:

- O braço direito está muito inclinado para cima, quando na realidade deveria formar um ângulo de 90 graus;

- O braço esquerdo, que apoia a bola, está abrindo muito para esquerda, quando este deveria manter-se na posição inicial do arremesso, apenas apoiando a bola;


Paulo Aires:

- O pé direito deveria estar um pouco a frente do pé esquerdo;

- Após o arremesso, o braço direito deve manter-se na posição da cesta, e não deve mover-se para o lado, o que ocorre no arremesso acima (o braço direito após o arremesso puxa para esquerda, prejudicando a trajetória da bola)


Fernanda Melo:

- O arremesso realizado está "saindo" do peitoral, utilizando os dois braços para realizar o arremesso;

- O posicionamento das pernas está incorreto;

- O movimento precisa ser totalmente ajustado, arremessando a bola apenas com a mão direita (na angulação correta) e utilizando a mão esquerda apenas de apoio;

- O punho está posicionado incorretamente, pois deveria após o arremesso estar para baixo ("quebrar a munheca");

Arremessos após análise das fotos

Após a análise das fotos, cada integrante tentou aprimorar seu movimento de acordo com os erros identificados.

Conclusão

A partir da primeira análise das fotos e dos vídeos, percebemos o que havia de incorreto e o que deveria ser aprimorado para os próximos arremessos. Após a correção desses erros, percebemos que além do desempenho ter sido aprimorado, também melhoramos questões relacionada a saúde, pois realizando o arremesso de forma correta podemos prevenir possíveis lesões.

O uso da tecnologia definitivamente foi muito útil, e por meio deste trabalho podemos concluir que a tecnologia no esporte possui um papel de extrema importância, não somente para os atletas, mas também para técnicos e apreciadores dos esportes. Além de proporcionar um melhor desempenho e melhor rendimento, ressalva a integridade física do atleta.