Carolina na rede

Carolina Maria de Jesus e suas multifacetas

Um pouco sobre ela

Carolina Maria de Jesus nasceu em 1914, na cidade de Sacramento, interior de Minas Gerais. Filha ilegítima de um homem casado, Carolina passou a infância ao lado da mãe e aos sete anos, passou a frequentar a escola depois que a esposa de um rico fazendeiro decidiu pagar os estudos dela e de outras crianças pobres do bairro. No início, a menina Carolina relutou ao aprendizado, mas, logo que aprendeu a ler, apaixonou-se pelas palavras. Foi obrigada a abandonar os estudos com apenas dois anos de formação, mas isso não a impediu de continuar lendo.

Em 1937, ela migrou para a metrópole de São Paulo. Carolina morou na casa do médico Euryclides de Jesus Zerbini, onde trabalhava como empregada doméstica e, nas horas vagas, usufruía da biblioteca. Ao engravidar do primeiro filho, João José, Carolina foi viver na favela do Canindé, nas margens do Rio Tietê. Ela saía todos os dias para coletar, a fim de conseguir dinheiro para sustentar a família: Carolina era mãe solteira de João, José Carlos e Vera Eunice. Em meio aos papéis, encontrava livros, revistas e cadernos. Estes últimos usados para escrever extensos diários. Escrevia sobre o dia-a-dia de uma favela, sobre a condição de vida daqueles para quem passar fome se tornou uma rotina.

Em 1958, o jornalista Audálio Dantas encontra a escritora, que, sábia e desinibida, mostra a ele todos os seus escritos. A partir disso, surge um dos maiores sucessos de venda brasileiro: o livro Quarto de despejo: diário de uma favelada.

Algumas obras

A obra mais conhecida de Carolina Maria de Jesus foi o livro Quarto de despejo

Mas o acervo vai além disso.

Entre mãe e filha:
Carolina Maria de Jesus: filha fala sobre vida e obra da escritora

A voz de Carolina

Carolina Maria de Jesus era moradora da favela, catadora de papel, mulher, negra, mãe solteira, escritora


e também compunha e cantava músicas como estas:

Carolina Maria de Jesus - Vedete da Favela

O Acervo de Carolina na UFMG

Em 31 de outubro de 2014, o Acervo de Escritores Mineiros, localizado no terceiro andar da Biblioteca Central, recebeu microfilmes com cópias dos cadernos da escritora Carolina Maria de Jesus.


Saiba mais sobre a doação na página de Notícias da UFMG


Saiba mais sobre o acervo também!