BASQUETEBOL

Trabalho 2F

Sobre o basquete!

O basquete surgiu no ano de 1891, nos Estados Unidos, criado pelo professor de Educação Física James Naismith, com a intenção de encontrar um esporte que gerasse a aproximação dos alunos e pudesse ser praticado em ambientes fechados durante o inverno e ao ar livre durante o verão. O jogo tem como principal objetivo acertar a bola na cesta da equipe adversária marcando pontos, vence ao final o time que estiver com mais pontos.

Os Estados Unidos é o país com maior número de praticantes de basquete, principalmente pelo fato de ser o país de origem do esporte. No país, o basquete é bastante incentivado, sendo inclusive, maior o número de jogadores revelados.

Existem vários tipos de competições de basquete no mundo todo, mas as principais competições são: a NBA que é uma competição masculina normalmente composta por 30 times, a WNBA que é uma competição feminina composta por 12 times, os Jogos Olímpicos que são masculinos e femininos compostos por 16 equipes, o Mundial de Basquete também masculino é feminino e não podemos nos esquecer do EUROLEAGUE BASKETBALL apenas para o gênero masculino, composta por 24 times.

No Brasil por o basquete ser um esporte que ainda está se desenvolvendo, muitos jogadores daqui são levados para o exterior aonde o país de maior valorização ao esporte.

Tecnologia em prol do esporte

A tecnologia é algo que vem apresentando grandes evoluções ao longo do tempo e traz consigo melhorias e inovações para todas as áreas nas quais são usadas, a questão é: será que é possível usá-la no esporte? Os atletas estão sempre em busca de melhorar seu desempenho e a internet e as tecnologias por sua vez, são vistas por muitos, como meios que afastam as pessoas da saúde e do esporte, no entanto, hoje em dia já existem aparelhos que ajudam no aperfeiçoamento do treino, na regulação do organismo e dos hábitos e até mesmo nas condições físicas do atleta, então porque não aliar ambos e usar dessa evolução como uma maneira de facilitar e trazer melhorias ao meio esportivo.
A tecnologia pode ajudar para garantir o cumprimento das regras, e aperfeiçoamento da performance do jogador, como vestimentas e equipamentos com tecnologia inovadora. Os trajes e equipamentos tecnológicos tendem a trazer conforto e vantagens em relação ao esporte praticado. No basquete temos como exemplo os uniformes que estão ficando cada vez mais leves, confortáveis, e duradouros devido a mudança do tecido utilizado para sua fabricação. As bolas e os tênis também estão sendo fabricadas com novos materiais.
Enfim, a tecnologia é muito benéfica para o esporte pois ela evolui e dinamiza o esporte, por meio da divulgação e da facilitação do acesso ao esporte. Também é capaz também de incluir aqueles que antes não seriam capazes de participar. O trabalho consiste em 3 pessoas do grupo fazerem arremessos e analisarem seu desempenho. Depois por meio de filmagem e fotografia dos arremessos feitos, estudaremos como o desempenho pode melhorar e os realizaremos de novo para avaliar o quanto a tecnologia foi útil no processo!

Nossos arremessadores para avaliação de desempenho:

Arremessos após a avaliação:

IMG_2759
IMG_2755
IMG_2742

Conclusão

Houve alguns progressos, com o ajuste das posições de cada arremessador foi possível aumentar o número de acertos em volta de dois arremessos. O que podemos tirar desse projeto é que os meios tecnológicos ajudam e muito no progresso dos atletas profissionais mas como é uma forma simples de avaliar o rendimento, também está disponível para atletas amadores.

Componentes: (2F)

Taís de Campos - 42
Gustavo Nery - 23
Ana Luíza Carvalho - 04
Isabela Mury - 25
Lucas Ponte - 31
Júlia Rodrigues - 28