Marista's News

Como a sociedade atual se revela cada vez mais primitiva

Big image

Estupro e bullying levam ao suicídio

Rehtaeh Parson, uma jovem canadense, foi encontrada enforcada em sua casa. A causa de seu aparente suicídio teria sido o bullying sofrido durante um ano e meio após ser estuprada por quatro rapazes.

Uma foto do aparente estupro foi lançada na internet e desde então a menina sofria agressões verbais frequentemente. Não suportando a humilhação, Rehtaeh chegou a a mudar de cidade para passar por tratamento psicológico.

Porém o tratamento não foi de muita ajuda, após os estupradores não serem condenados e o bullying persistir, a jovem se trancou no banheiro de casa, na quinta feira (04/04), onde se enforcou. Seu corpo foi encontrado pela mãe que chegou a levar a filha ao hospital, mas já era tarde, a menina nao resistiu e morreu.


COMENTÁRIO DOS AUTORES:

Vários casos como esse se repetem todos os dias e um reflexo dessa triste realidade é o caso que vimos agora. Parece que a realidade vivida por nós não é mais, ou talvez nunca tenha sido, de uma sociedade humanitaria mas de uma onde um ser não se importa com o próximo. Infelizmente é nesse tipo de sociedade em que vivemos.

Big image

Delegada diz que havia até canibalismo nas imagens apreendidas em operação

Após seis meses de investigações, iniciadas no Rio Grande do Sul, a Polícia Federal desencadeou ontem a Operação DirtyNet (internet suja, em inglês), que envolveu também a Interpol, para combater a pornografia infantil na rede. Até o início da noite, 32 pessoas haviam sido presas, em nove estados, por usar o computador, trocar e difundir imagens de crianças para 34 países. Segundo os investigadores, haviam imagens chocantes e, até mesmo, de canibalismo. “Das coisas que já vi até hoje, isso foi o pior”, definiu sobre o material apreendido a delegada Diana Calazans Mann, que participou da ação policial em Brasília e em outros 11 estados brasileiros. Ocorreram buscas também no Reino Unido e na Bósnia, onde uma pessoa acabou presa.
A Operação DirtyNet começou ontem no Rio Grande do Sul, onde foram cumpridos mandados de busca e apreensão, e se espalhou por todo o país. O material apreendido pela Polícia Federal e os fatos que foram investigados nos últimos seis meses surpreenderam até mesmo pessoas experientes na corporação. Todas as imagens eram de menores — até mesmo bebês — de até 12 anos. “Tinha crianças com indícios de lesões corporais graves. Era abominável”, conta a delegada Diana Mann. Segundo a PF, os arquivos trocados tinham menção a estupros cometidos por pais contra os próprios filhos, sequestros, assassinatos e atos de canibalismo. “O material encontrado é repulsivo e repugnante. Como a rede é criptografada, os integrantes tinham sensação de segurança e por isso certamente não tinham receio de compartilhar material pesado.”

COMENTÁRIO DOS AUTORES:
São fatos como esse que indicam o quanto o ser humano pode ser primitivo e abminável. São noticias como essa que nos levam a refletir se o ser humano está realmente evoluindo ou regredindo de volta ao seu estado primitivo onde não usa sua mente para realizar uma ação mas seu instinto.