DF Mundi

A Realidade da Vida

Naturalismo

Morre Índio Atacado por Adolescentes de Classe Média

Em Abril de 1997, o índio pataxó Galdino Jesus dos Santos morreu no Hospital da Asa Norte de Brasília, cinco rapazes entre 16 a 18 anos de classe média alta atearam fogo em Santos com um líquido inflamável. O índio teve 95% do corpo queimado. Os jovens colocaram fogo em Santos quando ele dormia em um ponto de ônibus depois de uma festa do Dia do Índio. A polícia afirma que eles serão indiciados por crime hediondo -por ter sido ação em grupo-, por tentativa de homicídio doloso (intencional) qualificado -por motivo fútil e uso de fogo. Para o delegado Valmir Carvalho, da 1ª DP, o fato de os rapazes trocarem de carro -um Fiat Uno pelo GM Monza- para cometer o crime e usarem um líquido que estava previamente nesse carro indica a premeditação do crime.

Comentários Naturalismo

O Brasil foi palco de mais um ato de covardia, que se espelha na imaturidade dos adolescentes de classe média alta que nao medem suas atitudes, a alienação desses adolescentes que trataram o indio pataxó Galdino de Jesus como um animal. Os adolescentes agiram por impulso e sem pensar.

Realismo

Mulher é morta a facadas por ex-marido em shopping de Brasília

Fernanda Grasielly Almeida Alves foi morta a facadas, no dia 01 de marco de 2013, pelo ex-companheiro, Victor Medeiros Borges, enquanto trabalhava numa das lojas do Terraço Shopping, Distrito Federal . O homem, nao tolerava o fim do namoro, e entao atingiu o pescoço da vendedora e fugiu, mas foi contido por seguranças e acabou preso e levado para a 3ª Delegacia de Polícia.

Durante o depoimento, o acusado confessou que não aceitava que Fernanda estivesse com outro namorado. Victor contou que a intenção era cometer suicídio na frente da vendedora, na loja em que ela trabalhava. Porém, quando Fernanda revelou que estava em relacionamento com outra pessoa, Victor teria perdido o controle.

A acusação também mostrou várias fotos em que Fernanda aparecia ao lado de outras pessoas, porém, os rostos de todos os homens que apareciam nas fotos estavam queimados com a ponta de cigarro, o que comprovaria o ciúme excessivo de Victor.

De acordo com a vendedora de uma loja, Vítor abordou Fernanda dentro da loja e a empurrou para o provador de roupas. Lá mesmo, ele teria esfaqueado a jovem, que teria um filho de quatro anos com o agressor. As testemunhas ainda disseram que Fernanda saiu correndo da loja e caiu na entrada do shopping, onde morreu.

Victor foi condenado a 18 anos de prisão em regime fechado. Os jurados acolheram os qualificantes do Ministério Público, que incluiu motivo torpe e utilização de recurso que impossibilitou a defesa da vítima. A pena calculado foi de 19 anos, no entanto, como o Victor confessou o crime, teve o abatimento de um ano da pena. A defesa afirmou que irá recorrer.



Comentário Realismo

Mais uma tragédia acontece em Brasília e nos faz refletir sobre os problemas sociais. Victor perdeu o controle e a razão e chegou a ponto de matar uma vítma. Ele age de forma consciente e irresponsável. Para namorar a menina, ele teria que demonstrar que gosta dela, o termino do namoro é uma coisa normal, e ao chegar no shopping com uma faca, pode-se perceber o realismo no ato do rapaz.


Turma: 2o

Componentes:


Bruna Scotti (6)

Cecilia Queiroz (14)

Gabriela Resende (23)

Júlia Fonseca (29)

Matheus Galletti

Raquel Schinzel (44)

Matheus Fonseca (48)