Crase sem crise!

Quando usar a crase?

Big image

Crase

A crase caracteriza-se como a fusão de duas vogais idênticas, relacionadas ao emprego da preposição “a” com o artigo feminino a (s), com o “a” inicial referente aos pronomes demonstrativos – aquela (s), aquele (s), aquilo e com o “a” pertencente ao pronome relativo a qual (as quais). Casos estes em que tal fusão se encontra demarcada pelo acento grave (`): à(s), àquela, àquele, àquilo, à qual, às quais.

Trata-se de uma particularidade gramatical de relevante importância, dado o seu uso de modo frequente. Diante disso, compreendermos os aspectos que lhe são peculiares, bem como sua correta utilização é, sobretudo, sinal de competência linguística, em se tratando dos preceitos conferidos pelo padrão formal que norteia a linguagem escrita.


Leia mais em: http://www.portugues.com.br/gramatica/o-uso-crase-.html

Quando usar a Crase? - Aula gratuita de Português para Vestibular Enem e Concursos Língua portuguesa

Quando não usar a crase?

Em meio a tantas exceções, às vezes é mais simples você memorizar quando a crase não é utilizada do que quando é!

Então, vejamos aos Casos:

http://www.brasilescola.com/gramatica/quando-nao-usar-crase.htm

Casos especiais

Com nomes de lugar (cidade, estado, país, continente, planeta), o fenômeno da crase acontece quando a palavra admite artigo “a”.


Teste prático – Para tirar dúvidas, faz-se o seguinte teste prático, usando os verbos vir ou ser: “Venho de ou venha da”?; “Sou de ou sou da”? Se o resultado for “de”, conclui-se que o nome não admite artigo (portanto sem crase); se o resultado for “da”, conclui-se que o nome admite artigo (o fenômeno da crase pode ocorrer).


Leia mais em: http://www.colegioweb.com.br/crase/crase-casos-especiais.html

Divirta -se

SUJEITO SIMPLES - CRASE 2
[Positivo] - Funk da Crase