Ciclo Cardíaco

Amanda Meneses 02, Brenno Peres 08, Giovana Palet 24

Diástole X Sístole

O coração apresenta um ciclo rítmico de contrações (sístoles) e de relaxamentos (diástoles) do miocárdio. Esta sequência de movimentos designa-se por ciclo cardíaco, apresenta duração de cerca de 0,8 segundos e distingue-se em três fases: diástole geral, sístole auricular e sístole ventricular.

Diástole geral : Durante a diástole geral, o miocárdio está relaxado. O sangue entra na aurícula direita e na aurícula esquerda, vindo, respectivamente, das veias cavas (superior e inferior) e das veias pulmonares. Nesta fase, as válvulas tricúspide e bicúspide encontram-se abertas, permitindo, assim, a entrada passiva de sangue das aurículas para os ventrículos. As válvulas semilunares encontram-se fechadas, o que impede a saída de sangue do coração.

Sístole auricular : Durante a sístole auricular, as duas aurículas contraem-se e o sangue é forçado a passar totalmente para o interior dos ventrículos. As válvulas semilunares encontram-se fechadas. No final desta fase, as válvulas aurículo-ventriculares fecham-se, impedindo que o sangue retroceda.



Sístole ventricular : Durante a sístole ventricular, as paredes dos ventrículos contraem-se e, devido à pressão do sangue, as válvulas semilunares abrem. Então, o sangue do ventrículo esquerdo sai pela artéria aorta, sendo distribuído a todo o corpo, enquanto o sangue do ventrículo direito sai pela artéria pulmonar dirigindo-se aos pulmões. As válvulas aurículo-ventriculares continuam fechadas. Nesta altura, o coração volta à situação de diástole e o ciclo cardíaco recomeça.

Controle do ritmo cardíaco

Nódulo Sino-Atrial: Também chamado nodo sinusal, de onde partem os impulsos, a cada ciclo, que se distribuem por todo o restante do coração; pode ser considerado o marca-passo natural. Localiza-se na parede lateral do átrio direito, próximo à abertura da veia cava superior. A cada despolarização, forma-se uma onda de impulso, que se distribui, a partir deste nodo, por toda a massa muscular que forma o sincício atrial, provocando a contração do mesmo, por aumento da concentração citoplasmática de cálcio. Cerca de 0,04 segundos após a partida do impulso do nodo SA, através de fibras denominadas internodais, o impulso chega ao Nodo AV.


Nódulo Átrio-Ventricular: Este nodo, localizado em uma região bem baixa do sincício atrial, tem por função principal retardar a passagem do impulso antes que o mesmo atinja o sincício ventricular. Isto é necessário para que o enchimento das câmaras ventriculares ocorra antes da contração das mesmas, pois, no momento em que as câmaras atriais estariam em sístole (contraídas), as ventriculares ainda estariam em diástole (relaxadas). Após a passagem, lenta, através do nodo AV, o impulso segue em frente e atinge o feixe AV.

Controle dos batimentos cardíacos
Vídeo Aula 046 - Sistema Cardiovascular - Ciclo cardíaco: Sístole e Diástole

Método de correção da arritmia cardíaca

Arritmia - O que é isto?