Newsletter AIESEC in Cuiabá

Special Edition: DDays 2015.1

Big image

The CONFERENCE TEAM PROUDLY PRESENTS...

Caros AIESECos,


Nesta Edição Especial da nossa querida Newsletter vocês encontram todo o output deste final de semana doidão que foi o Discovery Days 2015.1. É uma excelente forma de lembrarmos de todo o conteúdo que foi passado, bem como de todos os momentos que fizeram com que essa conferência entrasse para a história do nosso escritório.


Lembrem-se: devemos transformar propósito em ação.


Enjoy!

LEADERSHIP DEVELOPMENT MODEL

Big image
Vocês já conheciam o modelo de liderança da AIESEC em que ao passar pelo inner e outer journey em nossas experiências de ELD o jovem desenvolvia elementos essenciais para sua jornada de liderança.

Com o intuito de clarificar o que é a liderança da AIESEC a AI passou alguns anos estudando e consolidando nosso modelo de desenvolvimento de liderança. E agora temos esse modelo pronto, e para além de ser o conteúdo que devemos passar para nossos EPs, membros e trainees, é o que devemos viver na prática.

O LDM consolidado traz quatro características/qualidades que quer desenvolver em todos os programas de ELD:


  • World Citzen: Se percebe enquanto parte do mundo, se interessa por problemas globais, e acredita na sua capacidade de fazer a diferença no mundo.
  • Self Aware: Entende e vive a partir de seus valores pessoais, foca nas suas forças e explora suas paixões
  • Empowering others: Tem a capacidade de se comunicar efetivamente em diferentes ambientes, desenvolvendo e empoderando as pessoas ao seu redor para atingir um propósito maior.
  • Solution Oriented: Assume riscos quando necessário, sendo flexível e resiliente frente aos desafios, e não para frente a incertezas, sempre transmitindo positividade



Lembrando que tudo isso deve estar associado aos valores da AIESEC. E para que a jornada de uma pessoa leve ela a essas qualidades ela precisa de um sistema de suporte, metas claras, interagir com diferentes stakeholders, refletir sobre sua experiência e se reinventar constantemente, que isso é o inner e outer journey todos sabemos, mas como garantimos isso na prática??

Simples, através de Standards! Para os intercâmbios temos os Standards and Satisfaction e para TMP e TLP temos os nosso queridos Team Minimums, que são os padrões que garantem o LDM nas experiências de membresia, afinal de contas o esse desenvolvimento só ocorre para TMPs eTLPs quando estão em um ambiente de TIME!! Tudo isso é catalizado pelo LEAD inserido nas nossas experiências.


E além de ser a liderança que o mundo precisa é também a liderança que o Brasil precisa!

L + G!

O que significa esse conceito que está sendo tão comentado pelo MC sempre?

Basicamente ser um líder mais gestor é entregar resultados através do trabalho em conjunto com o seu time e fazendo certo, ou seja, com os valores da organização.

O líder mais gestor deve fazer com que o seu projeto/área seja uma fonte de resultados e conhecimento, pois assim garante também sucessores e a sustentabilidade da organização.

Na prática nossos TLPs devem basicamente aplicar todos os Team minimums efetivamente para garantir isso, mas as vezes não prestamos atenção em erros que cometemos e que prejudicam muito a gestão de time. Então aqui estão os maiores e mais comuns erros dos gestores:



  1. Generalizar a gestão ou deixar o time se autogerir (nem todos os membros respondem ao mesmo estímulo ou tracking, e deixar os membros se autogerirem sem nenhum acompanhamento também gerar problemas)
  2. Broncas coletivas (Caso você saiba exatamente qual a pessoa que faz o time não atingir suas metas passe o feedback para ela individualmente, dar uma bronca coletiva quando o problema de performance não é com todos os membros irá desengajar os que performam e o que está com baixa-performance não irá "vestir a carapuça")
  3. Achar que tem todas as respostas (Um bom líder deve sempre buscar aprender e saber procurar ajuda)
  4. Não mensurar o que pode medir e não prestar atenção naquilo que não consegue medir
  5. Delegar sem treinar(ainda que seja o mais simples dos processos, o mínimo de capacitação deve ser passado) / Não saber delegar
  6. Falha de comunicação dentro do time
  7. Nunca comemorar (é preciso comemorar as conquistas verdadeiras do time)
  8. Delegar mais jobs para os high performers e esquecer de puxar os low performers
  9. Se esquecer do objetivo final e focar apenas nos processos (a única forma de saber se os processos estão sendo efetivos é verificando se eles atingiram o resultado proposto. Portanto acompanhar as jobs é importante mas nunca deve-se esquecer dos KPIs e MoS)

Wrap it up!

Ai, ai... Estamos chegando, então, ao fim da nossa Newsletter de Edição Especial - Discovery Days 2015,1. :/


Poderíamos, é claro, fazer um resumo de exatamente tudo que foi passado, acontece que além de todo o conteúdo ministrado, conferências são momentos em que as relações são fortificadas e momentos inesquecíveis acontecem e que valem a pena ficar na memória.