Biomas Brasileiros e suas espécies

João Vitor Sollero (22) e Rafael Amorim (37)

Ararajuba

A Guaruba ou Ararajuba é uma ave nativa do território brasileiro, mais especifico do Maranhão ao oeste do Pará. Essa ave vive em bandos de 4 a 10 Ararajubas. Uma ave herbívora que se alimenta principalmente de cocos de açaí e sementes de frutos. A Guaruba é um consumidor primário e tem como seu papel no meio ambiente, proteger seus filhotes que ficam no alto das árvores, além de sofrer grande ameaça de seus predadores, como os macacos, tucanos, cobras e claro o ser humano.

A Ararajuba vive na floresta tropical úmida, que tem como principal característica um clima úmido e quente. Essa ave se adapta muito bem á esse bioma, pois ela vive em grandes árvores perto das copas dessas árvores, algo predominante nessas florestas. Seu bico curvo e forte está relacionado a sua alimentação, sendo utilizado também para se prender as árvores, assim sendo mais uma forma de defesa de seus protetores.

Big image

Ararinha-azul

A Ararinha-azul é uma espécie nativa do Brasil, mais específico em Curaçá ao norte da Bahia. Atualmente essa espécie existe apenas em cativeiros sendo quase todas fora do Brasil, mas já temos um projeto para retorná-la ao seu habitat natural. Uma ave inteiramente azul que se alimenta basicamente de sementes e frutos. Essa ave possuía um papel muito importante dentro da natureza, ela era responsável por defender seu ninho que ficava no alto das árvores de espécie Tabebuia aurea,, geralmente em locais ocos, ou feitos pelo pica pau e nessas árvore também ocorria a reprodução. As informações sobre seu nicho ecológico são limitadas, pois seu estudo começou apenas na década de 80, quando ainda restavam poucas aves no seu habitat natural.

A Ararinha-azul vivia na caatinga. Alguns autores consideravam a distribuição da ararinha-azul associada com os buritizais, indicando uma área de distribuição no sul do Piauí, extremo sul do Maranhão, noroeste de Goiás (hoje Tocantins), noroeste da Bahia e extremo sudoeste de Pernambuco.Foi somente na década de 80 com a redescoberta da arara que observou-se que o habitat preferencial da ave estava associado com a caraibeira, que está restrita a margens e várzeas de riachos estacionais existentes na Caatinga, especialmente no submédio São Francisco.

Big image

Macaco prego

O macaco prego é um animal mamífero onívoro de pequeno porte, podendo atingir até 60 cm e pesando até 3,5 kg. São encontrados nas florestas tropicais da América do Sul. Muito ágeis, os macacos-prego vivem no topo das árvores, onde passam a maior parte do tempo. Normalmente só descem ao chão para beber água ou para “atacar” plantações nos arredores da floresta. Os macacos-prego têm hábitos diurnos e uma alimentação variada, composta principalmente por frutas, sementes, ovos, pequenos vertebrados, aranhas e uma grande variedade de insetos. Devido à destruição de seu habitat natural, assim como ao tráfico desse animal, o macaco-prego é considerado um animal ameaçado de extinção.

O macaco prego vive em florestas tropicais, assim tendo muitos benefícios para sua vida, como o auxilia da cauda para se locomover pela mata, a possibilidade de usar galhos para quebrar algumas sementes, e também o uso do seu polegar para quebrar os galhos.

Onça pintada

A onça pintada é um felino carnívoro, chega aos 2,10 metros de comprimento, pesa em média 150kg e sua altura chega a 90 cm. A onça pintada vive às margens dos rios e também nos ambientes campestres desde o sul dos EUA até a Argentina. A onça têm como território individual de caça, aproximadamente 80 quilometros quadrados. A onça pintada é uma excelente nadadora, e tem um grande poder de caça. Suas patas lhe proporcionam uma força extraordinária, o que ajuda muito ao caçar os animais como antas, capivaras, tamanduás, queixadas, cavalos, gado de fazendas, aves, veados, macacos, catetos, pacas, peixes e até jacarés. Também matam jibóias e sucuris quando não encontram outra opção. As onças têm, portanto, uma alimentação muito variada. A onça pintada tem a mandíbula mais poderosa entre os felinos e a segunda mais poderosa entre os carnívoros. Para matar as capivaras, macacos e outros animais menores ela ataca diretamente no crânio da vítima.
O desmatamento, o envenenamento dos rios e a caça tem dizimado a população de onças pintadas em diversos lugares.

A onça pintada vive na floresta tropical, sendo no Brasil os pantanais.

Big image

Lobo guará

O lobo guará é um felino que pode ser encontrado na América do Sul, principalmente no Brasil, no Paraguai, na Bolívia e na Argentina. Como possuem pernas compridas e ágeis, pode facilmente subir em morros e montanhas. Essa característica física favorece também os saltos no momento da caça. Alimenta-se principalmente de aves, roedores, raízes e algumas espécies de frutos. Preferem a noite para caçar.

No Brasil, podemos encontrar o lobo guará nas seguintes regiões: Chapada dos Veadeiros, Serra da Canastra, Parque das Emas, Serra do Cipó, Chapada dos Guimarães, Ilha Grande, Reserva Ecológica do Roncador e Serra da Bocaina. Sendo seu bioma predominante o cerrado.

Big image

Gato palheiro

O Gato-palheiro é um pequeno mamífero pertencente à família dos Felinos. È encontrado em uma vasta região que se estende por todo oeste e uma área central da América do Sul, região esta que inclui as Cordilheiras dos Andes.
Devido à grande extensão territorial em que vive, o gato-palheiro é encontrado em vários habitats diferentes (pastos em planícies, florestas equatoriais densas e montanhas com vegetação pobre em altitudes bastante elevadas).


Trata-se de um animal que caça à noite, possui habilidades fantásticas para pegar sua presa por ser extremamente rápido, se alimenta de mamíferos menores como roedores, coelhos, e etc.

Também gosta de comer alguns tipos de vegetação, peixes, aves e alguns tipos de insetos. Jamais comem animais que já estejam mortos há alguns dias, eles gostam de caçar e se encontram algum animal morto simplesmente passam reto.

Seu bioma predominate são os pampas e campos abertos, mas também podemos encontra-lo em muitos outros biomas.
Big image