POR2000: Projeto oral (10%)

Orientações gerais

Apresentação em aula: março

A tua apresentação final, em aula, tem de ter uma duração compreendida entre 5 a 8 minutos e pode ser:

Ø ao vivo, falando em direto; pode incluir a audição de excertos de entrevista e/ou o visionamento de pequenos filmes – mas, atenção, os vídeos nunca poderão ultrapassar 1,5 minutos no total!

Ø o visionamento de vídeo feito por ti – mesmo neste caso o vídeo não pode ocupar todo o tempo de apresentação! Deves fazer uma introdução ao vídeo e reservar tempo no final para lançar questões à turma. Assim, o vídeo não pode ultrapassar 2,5 minutos.

Repara que, num formato ou noutro – ao vivo ou em vídeo –, o teu tempo de intervenção individual tem de se situar entre os 5 e os 8 minutos! Como vês, tens liberdade para utilizar todos os recursos multimédia ao teu dispor!

Avaliação: Oralidade – 10%

Vão ser considerados os seguintes parâmetros:

· Cumprimento dos prazos e dos objetivos propostos

· Planificação da intervenção: trabalho de campo (preparação, recolha de dados…)

· Originalidade no tratamento e organização dos conteúdos (uso de recursos multimodais, audiovisuais…)

· Correção linguística

· Fluência no discurso oral

· Interação com o público; perguntas e respostas no final da apresentação

Calendário

Este projeto será desenvolvido ao longo do ano, com a monitorização da professora. Se necessitares de ajuda, deves solicitá-la.

3 de novembro de 2016

Entrega de um resumo breve, em Português, com a seguinte informação (via Moodle):

- opção escolhida: 1 ou 2; trabalho individual ou de grupo (máximo de 3 pessoas);

- autor(es) do trabalho;

- apresentação de ideias iniciais.

Quem não apresentar este resumo não poderá fazer a apresentação final.

23 de fevereiro de 2017

- Indicação de fontes consultadas.

- Informação sobre o formato de apresentação em aula e os meios técnicos necessários.

Março de 2017

Apresentações orais em aula a calendarizar oportunamente (5 a 8 minutos por aluno).

OPÇÃO 1 – Português pelo mundo

São mais de 250 milhões os falantes nativos de Português pelo mundo, nos 5 continentes. Por todo o lado, ouve-se e fala-se Português. Vamos, então, à procura de um ou vários falantes de Português (Portugueses, Brasileiros…) nos lugares mais incríveis ou mais habituais do Canadá, dos mais conhecidos e populares aos mais desconhecidos e “escondidos”…

Estas pessoas que queremos encontrar são pessoas que partiram das suas terras – países de língua oficial portuguesa –, que mantêm vivas as referências com elas – Portugal, Brasil, Moçambique,... Homens e mulheres que se acomodaram/estão a acomodar a novas temperaturas, novas culturas, novos sabores e saberes, novos amigos… e que agora desfrutam/começam a desfrutar do lugar onde vivem.

“Português pelo mundo” será uma adaptação criativa de ‘Portugueses pelo Mundo’, um programa emitido pela RTP (Rádio e Televisão de Portugal), que mistura o documentário com um programa de viagens. Em cada programa vemos entre cinco a sete histórias de portugueses que residem algures no planeta (inspira-te em http://www.rtp.pt/programa/tv/p26498).

Finalidade:

Construir um “programa” cativante que faça “reportagem” a partir da(s) história(s) com que contactaste. Por muito interessantes que sejam as histórias das pessoas, o protagonista deste trabalho és tu/o grupo!

Passos a seguir


Tens de escolher até 3 pessoas de países lusófonosmínimo: 1; máximo: 3; 1 entrevistado por cada membro do grupo, no mínimo. Atende a estes parâmetros:

Ø Não podem ser teus familiares diretos;

Ø Podem ser naturais de um só país – por exemplo, Portugal – ou naturais de mais do que um país lusófono (ou seja, podes decidir centrar-te num país de expressão portuguesa ou em mais do que um);

Ø As razões da escolha destas pessoas podem ser variadas: é alguém conhecido na comunidade portuguesa, por exemplo, ou, por outro lado, é alguém “anónimo”, mas conheces a sua história de vida singular e achas que vale a pena divulgá-la; ou a pessoa que queres escolher tem uma atividade profissional pela qual tens interesse ou curiosidade; podes convidar pessoas com profissões/atividades muito diversificadas - pasteleiro(a), professor(a), jardineiro(a), médico(a), advogado(a), pedreiro(a), escritor(a), empregado(a) de limpeza… A opção é tua/vossa!

· Uma das componentes deste projeto é a entrevista a cada um dos falantes – mas não é, exclusivamente, a entrevista que tens de apresentar aos teus colegas! É a entrevista que te vai, sobretudo, dar matéria para elaborares a tua “reportagem”/ “documentário”. Isto significa que apresentar o trabalho não é pôr os teus colegas a ver o vídeo da entrevista! Podes, contudo, mostrar curtos excertos.

· Este trabalho vai compreender, portanto, várias fases:

Ø Preparação de entrevista(s), marcação;

Ø Entrevista(s) – aconselha-se vivamente a gravação, pelo menos em formato de áudio;

Ø Tratamento dos conteúdos recolhidos (texto, imagem, som…) e arranjo – na apresentação, sempre fiel à verdade, podem optar por salientar uns aspetos, omitir outros… No fundo, são vocês que vão escolher o rumo, a organização a dar ao texto/programa – a história de vida da pessoa; como a pessoa chegou e percurso feito até ao presente; como a pessoa vive a aculturação – ou não…; a sua atividade profissional; a ação dessa pessoa na comunidade lusófona a que pertence e na sociedade de acolhimento… um dia na vida dessa(s) pessoa(s)…

Precauções éticas:

  • · Contactos prévios com as pessoas – deves abordá-las com discrição e delicadeza, explicando os teus propósitos e as fases do teu trabalho. Qualquer gravação – unicamente com som ou com imagem e som – só pode ser feita com o consentimento dos entrevistados.
  • · É interessante ficares com os contactos das pessoas para lhes mostrares o trabalho final. Se o fizeres antes da apresentação em aula, ainda podes beneficiar da sua opinião, que te pode ajudar a melhorar algum aspeto.

OPÇÃO 2 – Sofá vermelho

Aventura-te pelo vasto e rico mundo da Língua e das culturas em Português! E podes fazê-lo “no sofá… vermelho”, cor da tua universidade.

Esta proposta é inspirada num antigo programa da SIC, um canal da televisão portuguesa: “No sofá vermelho”. Vê um exemplo em https://www.youtube.com/watch?v=Qnq8ZaV5YGw.

As indicações abaixo são para um trabalho individual; se o trabalho é feito em grupo, só têm de multiplicar os requisitos pelo número de elementos. Ex.: dois filmes por pessoa; grupo de três pessoas – seis filmes.

PARTE I

Finalidade

Este projeto consiste em duas partes:

i) PARTE I - Vais fazer um vídeo (máximo: 1.5 minutos) para mostrar por que razão aprender Português é importante para ti. Porque é que estás a estudar Português? Por razões profissionais ou pessoais? Se é por razões profissionais, quais são os teus planos? Como é que Português aí encaixa? Tens família e/ou amigos em Portugal ou no Brasil ou noutro país lusófono? Queres ser capaz de comunicar melhor com eles?

Passos a seguir

· Faz um plano: qual é a tua ideia e como a queres desenvolver? O que é que vais dizer para reforçar os teus argumentos? Anota tópicos.

· Faz alguma pesquisa e escreve a tua narrativa, o que vais dizer no vídeo. Recolhe imagens, músicas, etc…

· Treina a tua fala e grava-te – tens de ser o mais natural possível. A tua mensagem e a forma como a vais transmitir têm de ser cativantes: dar informação, motivar e persuadir os outros das tuas ideias.

· Na edição de vídeo, podes usar títulos, legendas, transições, efeitos especiais.

PARTE II

i) PARTE II - De “produtor” de vídeo passas a espectador: ao longo do ano, vais procurar e ver filmes em Português (podem ter legendas em Inglês). Tomas notas e escolhes dois filmes. Com base na tua opinião e na informação recolhida, vais apresentar esses filmes aos teus colegas e convencê-los de que os devem ver.

Passos a seguir

· Procura filmes na Biblioteca da York U.. Por exemplo, em “pesquisa avançada”, escolhe “Films, Videos, DVDs, etc.” e digita “Portuguese”. Podes consultar blogues e/ou sítios como http://www.cinemaportugues.info/, http://www.filmesbrasileiros.net/, http://dc.itamaraty.gov.br/cinema-e-tv/historia-do-cinema-brasileiro, etc., ou procurar “filmes portugueses” ou “filmes brasileiros” no https://www.youtube.com/.

· Vê alguns filmes, toma notas e escolhe dois – os teus favoritos.

· Procura informação sobre esses filmes e combina-a com as tuas ideias, opiniões.

· Organiza os teus apontamentos, recolhe imagens… e imagina uma forma criativa de convencer os teus colegas a ver os filmes que viste: podes fazer de conta que és um apresentador de programa de televisão, um artista ou um crítico de cinema a dar a sua opinião, um jornalista a sugerir “filmes para o fim de semana”… Não uses o “trailer” dos filmes! É a tua opinião que conta!

Big image