Trabalho Integrado

Corrente Cooperativa - Projeto Integrado

Art. 3 - Direito à Propriedade

Essa campanha tem como objetivo ajudar as pessoas menos favorecidas a obter uma propriedade legalizada. Um dos maiores problemas atuais é o problema de invasão de terras principalmente nas áreas rurais. A diferença social influencia diretamente os problemas relacionados à propriedade.

Objetivo Geral:

Incentivar os governantes a melhorarem a segurança no país para que haja garantia na propriedade de cada cidadão. Deve-se haver uma melhora significativa nas condições estudantis para que cada um tenha sua própria propriedade, não havendo necessidade de invasão. Conscientizar os sem-terra para não irrupção da propriedade privada e pública.

Objetivo Específico:

1- Proporcionar uma reunião com governantes a respeito da segurança à propriedade para melhora desta.

2- Propiciar aos carentes condições dignas de estudo para que no futuro eles se sintam valorizados por terem alcançado seus objetivos e percebam que receberam oportunidade.

3- Reunir os sem terra para conscientização e atingir um acordo para a não invasão de terras.

Para que possamos alcançar todos esses objetivos, a sociedade deve ter uma parcela de sensibilidade na busca constante da melhoria de vida dos carentes. A ajuda não deve vir somente do governo, mas também da população.

Campanha Direito à propriedade

Todo indivíduo tem direito à vida, à liberdade, e à segurança pessoal.

A Declaração Universal dos Direitos Humanos é um documento que defende a igualdade e a dignidade das pessoas por meio de artigos. O que acontece é que nem sempre os direitos afirmados por essa declaração são concretizados, pois existem vários tipos de violações à ela. Podemos citar como exemplos dessas violações as perseguições religiosas, o trabalho infantil, o trabalho forçado, a repressão, entre outros, que muitas vezes possuem caráter político, militar, econômico ou até particular, como é o caso dos crimes de homicídio e violência doméstica.

O Artigo 3 diz que "Todo indivíduo tem direito à vida, à liberdade, e à segurança pessoal". Esse artigo consequentemente, também não é levado ao pé da letra, pois há várias violações em seu quesito. Podemos destacar a pena de morte, a perseguição, a migração forçada e em alguns casos, o genocídio.

Para pôr um fim a essas violações deveria haver mais incentivos a não violência e para isso, seria ideal que a educação e o esporte fossem acessíveis a todos ocupando o tempo e a mente daqueles que são mais suscetíveis a praticar atitudes que desrespeitem esse artigo. Porém nunca haverá um lugar isento de violações, pois a violência é uma tendência do ser humano quando ele se exalta em uma situação, agindo impulsivamente.

Caso os Direitos Humanos fossem amplamente cumpridos, existiria um nível pacífico e extremamente rigoroso em relação as violações cometidas. As pessoas seriam mais cooperativas e também mais seguras, pois não haveria motivo para se preocupar com qualquer tipo de problema.

Big image
Big image
Big image

Bruno Bermudez (5)

Bruno Reis (7)

Guilherme Natario (15)

João Vitor (19)

Lucca Coelho (25)

1º ano J