The news

Maristão

Acusado de Matar Vendedora no Terraço Shopping Vai a Júri Popular

Victor Gabriel Medeiros, de 29 anos, acusado de matar a facadas a ex-mulher e vendedora Fernanda Grasielly Almeida Alves, de 25 anos, em uma loja do Terraço Shopping, no Cruzeiro, região administrativa do DF, vai a júri popular na próxima quarta-feira (22). O crime aconteceu no dia 1º de março.

Quando foi preso, Medeiros chegou a admitir à polícia que efetuou os golpes na vítima, mas alegou que teria comprado a faca para cometer suicídio.

Na época do crime, a polícia havia descoberto que a jovem tinha feito duas denúncias contra o acusado, que continuou com as perseguições.

Caso

Fernanda Grasielly Almeida foi morta enquanto trabalhava como vendedora dentro de uma loja em um shopping do Cruzeiro. Após levar uma facada no pescoço, a vítima ainda saiu correndo do estabelecimento pedindo ajuda, mas acabou caindo morta atrás de um balcão de informações.

Depois do crime, Victor Medeiros ainda tentou fugir, mas foi pego no meio da rua por clientes e vendedores que ainda tentaram linchá-lo. O principal motivo para o assassinato foi porque o acusado estava insatisfeito com o término do relacionamento, no qual tiveram um filho.

http://noticias.r7.com/distrito-federal/acusado-de-matar-vendedora-no-terraco-shopping-vai-a-juri-popular-17052013

Comentário sobre o assassinato

Victor Gabriel Medeiros, assim como muitos outros homens, possuia problemas em seu relacionamento. Após o término do namoro com Fernanda, a única saída que encontrou para o sofrimento e raiva que sentia foi matá-la. A insegurança de Victor o levou a cometer tal crime.

Homem que manteve 3 mulheres por 10 anos em cativeiro é indiciado

Ariel vai responder por estupros de Amanda, Gina e Michele e 4 sequestros. Michele Knight, a primeira que desapareceu, é a única que continua internada.


A polícia americana indiciou por sequestro e estupro o homem que manteve três mulheres, e a própria filha, por dez anos em cativeiro. Com a câmera ligada, Ariel Castro esconde o rosto nas primeiras imagens dele depois da prisão.

Outra gravação mostra Ariel sendo parado pela polícia em um posto de gasolina em 2008. Ele não tinha habilitação para dirigir moto, foi multado e liberado. No pente fino que o FBI fez na casa do acusado, mais de 200 objetos foram retirados, entre eles cordas e correntes.

Segundo o chefe da policia de Cleveland, as mulheres ficaram amarradas em cômodos separados, mas sabiam que as outras eram mantidas reféns. O chefe disse que elas nunca saíram do cativeiro e que, por enquanto, não vê falha da polícia na busca pelas mulheres.

Ariel vai responder pelos estupros de Amanda, Gina e Michele e por quatro sequestros, já que a filha de Amanda nasceu na casa. Um teste de DNA será feito na menina para saber mesmo se Ariel é o pai.

A policia não encontrou indícios da participação dos irmãos dele, Pedro e Onil, nos sequestros. Michele Knight, a primeira que desapareceu, é a única que continua internada.

Para as vitimas, é só o começo de um longo período de recuperação física e emocional. Elas precisam se readaptar às famílias, a uma nova rotina e ao convívio social, que perderam por cerca de uma década.

Escoltada pela policia, Amanda Berry voltou pra casa com a filha, diante de uma multidão. Só a irmã apareceu em público. Agradeceu o apoio e disse que a família agora precisa de privacidade.

Os vizinhos de Gina de Jesus fizeram festa no reencontro. De capuz amarelo, ela fez um pequeno gesto, mas não deu entrevista. Os pais disseram que sempre souberam que a filha estava viva.

Empolgada, a mãe agradeceu a todos e disse que os que duvidaram que a filha estava viva deram mais força para que ela continuasse acreditando. Foi o presente antecipado de dia das mães, uma data que Nancy não comemorava com a filha havia nove anos

EUA Homem Que Manteve 3 Mulheres Por 10 Anos Em Cativeiro É Indiciado

Comentário


Ariel certamente possui problemas psicológicos, demonstrado nas atrocidades que cometeu. Ele sequestrou três mulheres e as manteve em cativeiro por dez anos, e durante esse tempo estuprou elas e as fazia abortar os filhos, com somente uma exceção em que teve uma filha com uma das mulheres. Ele não se importou com elas e nem com nenhum principio moral, pensou somente em seus instintos primitivos, querendo se satisfazer abusando sexualmente da mulheres. Esta atitude pode ser comparada à um animal irracional, que somente pensa em si e a satisfazer seus desejos sem se importar com os outros. Ariel se deixou levar por instintos animais e que não são aceitáveis na sociedade atual.