Vanguardas europeias

Artes cênicas

Expressionismo

O Expressionismo é um movimento alemão artístico que procura a expressão dos sentimentos e das emoções do autor, não tanto a representação objetiva da realidade. O movimento começou no teatro por volta de 1909. Revela o lado pessimista da vida, desencadeado pelas circunstâncias históricas de determinado momento. A face oculta da modernização, o isolamento, a alienação, a massificação se fizeram presentes nas grandes cidades e os artistas acharam que deveriam captar os sentimentos mais profundos do ser humano, assim, o principal motor deste movimento é a angústia existencial.

O maior objetivo é potencializar o impacto emocional do expectador exagerando e distorcendo os temas. As emoções são representadas sem existir um comprometimento com a realidade externa, mas com a natureza interna e as impressões causadas no expectador. A força psicológica está representada através de cores fortes e puras, nas formas retorcidas e na composição agressiva. Desta forma, nem a perspectiva nem a luz importam muito, visto que são propositalmente alteradas.

Principais características:

  • Mostra o lado trágico, tenso e exagerado dos sentimentos humanos de forma grotesca (filmes de terror fizeram fama nessa época). Teve influência dos pensamentos de Nietzche, Schopenhauer e Marx (política esquerdista/socialista).

  • Perca de identidade;

  • Exaltação das emoções;

  • Visão de mundo melancólica;

  • Repleto de coisas subjetivas;

  • Sempre com algo sombrio;

  • Interpretação exagerada;

  • A estética expressionista deforma, exagera a realidade para ressaltar a ideia principal da obra;

  • O cenário expressionista é também deformado e sombrio;

  • Deformação da realidade

Vanguardas Européias - Expressionismo