Projeto de BSS

Por Marcelo e Babu

As rotas traçadas pelos expedicionários (Entradas e Bandeiras)

O mapa ao lado mostra os caminhos e as rotas principais usadas pelas Entradas e Bandeiras ( ou expedicionários)

As formas de relevo presentes em estas rotas

As formas de relevos presentes nas rotas usadas pelos expedicionários são: Planaltos e Serras do Atlântico Leste- Sudeste, Planaltos e Serras de Goiás- Minas, Planaltos e chapadas da bacia do Parnaíba, Planaltos e chapadas da bacia do Paraná, Depressão Periférica da Borda Leste da Bacia do Paraná, planicie e pantanal mato-grossense, planicie e pantanal do rio guaporé, Depressão Marginal Sul- Amazônica, planicie do rio amazonas, e por fim Depressão Sertaneja-São Francisco. Ao total são planices, planaltos, e depressões .

Algumas imagens que nós encontramos

Caracteristicas destas formas de relevo.

Planaltos:

™Eles abrangem a maior parte do território brasileiro.

Eles tem muitos desgastes devido a ação dos agentes externos.

™Os planaltos mais extensos são: Planaltos e Chapadas da Bacia do Paraná, os Planaltos e Chapadas da Bacia do Parnaíba e os Planaltos e Serras do Atlântico leste-Sudeste.


Planices: ™

Sua formação é devida a deposição de sedimentos de origem fluvial, pluvial e/ou lacustre.

São terrenos relativamente planos.



Depressões:

Sua formação tem origem do desgaste dos planaltos.

O Brasil não possui depressões absolutas, apenas relativas.

Os seus terrenos não ultrapassam 200m de altitude

Interação do homem com estas formas de relevos

Bem, creio que o ser humano aproveitou estes relevos como uma maneira der ganhar capital (dinheiro) já que as pessoas que se consideram donos destes lugares cobram para que visitantes possam ter acesso a estes lugares. Mas já que tantas pessoas passam por estes lugares isto deve desgastar o relevo bastante, lentamente modificando-o.