Cold Blood

As notícias mais frias do mundo

Suspeito de atentado de Boston escreveu confissão antes de ser capturado

NOVA YORK, 16 Mai 2013 (AFP) - Dzhokhar Tsarnaev, acusado ao lado do irmão Tamerlan pelos atentados de 15 de abril em Boston, escreveu um bilhete antes de ser capturado afirmando que o ataque era um 'dano colateral' pela intervenção americana no Afeganistão e Iraque.


No bilhete, o jovem de 19 anos afirma que os atentados na linha de chegada da Maratona de Boston, que deixaram três mortos e mais de 260 feridos, foi um castigo pela intervenção militar dos Estados Unidos no Afeganistão e Iraque.

Também afirma que as vítimas são um 'dano colateral', como foram os muçulmanos nas guerras nesses países.


'Quando você ataca um muçulmano, atacas todos os muçulmanos', escreveu Tsarnaev, que cometeu os atentados com Tamerlan, de 26 anos, que foi morto em um confronto com a polícia três dias depois das explosões.

Comentário:

Apesar dos jovens parecerem ter uma vida comum e tranquila, dentro de suas mentes atuavam grandes conflitos psicológicos que levaram os dois a se revoltarem contra os EUA. As pessoas que conviviam com os jovens não imaginavam o que se passava na mente deles, o que causou uma grande surpresa em toda sociedade!

Suposto estuprador é queimado vivo na zona sul de SP

Um homem foi encontrado com o corpo seminu, queimado e com sinais de espancamento na noite desta quarta-feira na rua José Maria Pinto Zilli, na Vila Andrade, zona sul de São Paulo. Segundo informações da rádio CBN, o homem foi identificado pelos agressores como um estuprador e agredido. Não há informações sobre a participação da vítima em nenhum crime.


Equipes do Resgate foram acionadas e conseguiram socorrer o homem, que foi encaminhado para um pronto-socorro da região. A Polícia Civil vai investigar o caso.


Foto: Edu Silva / Futura Press

Comentário:

Será que o homem está tão evoluído como parece ser? Ao nos depararmos com a notícia percebemos como o homem ainda age como animal. Em uma das situações, o homem usou sua ignorância para se aproveitar e agredir uma mulher indefesa. Por outro lado, isso é apenas uma hipótese, fazendo com que na outra situação os agressores também tenham agido por impulso ao espancarem e queimarem o suposto estuprador, tentando fazer justiça com as próprias mãos. Isso prova que o homem usa muitas vezes seus instintos e deixando a racionalidade de lado.