Campanha Contra Tortura Infantil

Com Base no inciso III do artigo 5º da C.F. e na D.U.D.H.

Texto Base

Justificativa

Vimos que, sendo quase impossível construir uma sociedade totalmente igualitária, não podemos deixar de tentar sensibilizar as pessoas sobre o direito à vida. Quanto mais tentamos, mais passos damos para o cumprimento desse objetivo.

Como uma tentativa de avançar um passo, fizemos essa campanha sobre o direito à vida afim de conscientizar as pessoas que a vida é única e privilegiada, não permitindo sua desvalorização.


Objetivo Geral

Conscientizar a sociedade sobre o Direito à Vida, apresentando os valores morais e éticos para a construção de um indivíduo íntegro e de uma sociedade igualitária.


Objetivos Específicos

1- Apresentar os valores morais e éticos por meio de propostas e campanhas publicitárias que os realçem;

2- Possibilitar à sociedade a oportunidade de entender que a vida é um bem sagrado e que precisa ser tratada como tal;

3- Envolver os indivíduos para que sejam agentes da construção de uma sociedade baseada nos valores éticos e morais a fim de garantir que o direito à vida nao seja violado.


Estratégias

Nossa estratégia é mostrar o privilégio que é a vida e a importância de preservá-la por meio de campanhas, palestras, comerciais na televisão e redes sociais.

Violação dos Direitos Humanos - Art. 3 D.U.D.H.

Todo indivíduo tem o direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal segundo o Art. 3 da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Esse direito, porém, mesmo sendo um dos mais importantes, é violado diariamente de diversas maneiras, como por exemplo em casos de homicídio, suicídio e em abortos intencionais.Em casos de homicídios, o assassino está indo contra os direitos da pessoa à vida e à segurança pessoal, pois pode causar a morte da vida ou feri-la gravemente. Em casos de suicídio, porém, a pessoa viola seus próprios direitos ao tentar se ferir gravemente e pode acabar influenciando outras a fazerem o mesmo, por isso, em muitos países, o suicídio é considerado um crime e, se a pessoa sobreviver, ela pode ser presa ou levada a um hospício. Em casos de aborto, a mãe que não deseja ter o filho, viola os direitos do feto, que já é considerado um ser humano, portanto nesses casos a mãe e o médico responsável pela operação podem ser presos.Várias ações podem ser tomadas por todas as pessoas do planeta para evitar que essas violações ocorram, sendo algumas delas à divulgação de campanhas em meios de comunicação, como jornais, revistas e até a internet, elaboração de cartazes e até mesmo passeatas contra a violação desses direitos. Essas campanhas servem para conscientizar toda a população sobre os direitos de todo homem.Caso esses direitos não fossem descumpridos, o mundo provavelmente seria muito mais pacífico em termos de mortes precoces, pois ninguém feriria o outro para respeitar o direito. Isso, porém, está longe de acontecer pois grande parte da população global não se importa com esses direitos e a fiscalização em vários países está longe de sera ideal.

Campanha Contra a Violência Infantil
Big image

Componentes do Grupo: Caio Cesar Castro (9), Joao Gabriel (21), Lucas Lôbo (29).