Direitos Humanos

Artigo 5

Artigo 18 da Declaração Universal dos Direitos Humanos - Liberdade de Pensamento

O Artigo reza que todos temos liberdade de pensamento, consciência e religião; este direito inclui a liberdade de mudar a sua religião ou crença e a liberdade de manifestar a sua religião ou crença no ensino, na pratica, no culto e no cumprimento, quer seja só ou em comunidade com outros e em público ou em privado. (Liberdade de pensamento). Atitudes que conduzem a violação desse direito seria impedir que uma pessoa fale sobre sua religião, ridicularizar pessoas que não são da sua religião, agredir um ser humano por não ter religião, promover a guerra com a desculpa de motivo religioso, rejeitar um grupo de pessoas por ter pensamentos diferentes dos seus, entre outros. Alguns alunos são excluídos de grupos pelo modo que se vestem, pensam e pela religião que seguem. As ações que o meu grupo realizaria para por o fim na violação desse direito é solicitar ao professor que abra discussão sobre o direito violado. Após discussão com os colegas em sala de aula, levar o conhecimento as pessoas que vivem ao nosso redor. Se a Declaração Universal dos Direitos humanos fosse conhecida e amplamente cumprida todo ser humano seria respeitado pelo o que ele é, e o que ele faz. Só através da cooperação e divulgação desse direito humano, será possível aceitar as diferenças.


Direito Humano #18: Liberdade de Pensamento

Campanha pela Liberdade de Pensamento


O organismo humano é repleto de células, órgãos, tecidos e nervos, cada qual com sua função. A parte do corpo humano responsável pela linguagem e o processamento de informações é o cérebro. O córtex cerebral é a parte mais desenvolvida do cérebro humano e é responsável pelo pensamento, raciocínio e pela capacidade de entender e produzir a linguagem. Cada organismo possui um córtex cerebral diferente, logo o pensamento de um indivíduo A difere-se do de um indivíduo B e isso é da natureza humana. Sendo o pensamento diferenciado pela ordem natural da evolução humana, cabe-nos respeitar e fazer com que tal órgão seja admirado pela sua função tão extraordinária. O Brasil, um país conhecido por ser rico em uma miscigenação de culturas, é miscigenado de pensamentos e que muitas vezes não são respeitados e valorizado. Nossa função como ser humano não é apenas viver individualmente e sim viver em uma dinâmica com todos à nossa volta. Tal dinâmica só é possível com a aceitação e o respeito para com o modo de pensar de todos os cidadãos. Caso o contrário, não estaremos exercendo nosso papel. A liberdade de pensamento é um direito civil de todo cidadão conforme a Lei dita no Artigo V, inciso IV, da Constituição Federal Brasileira e como toda lei, deve ser cumprida. E para que essa lei seja reconhecida, criamos essa campanha para lutar pelo direito de Liberdade de Pensamento.


Objetivo Geral:


Fazer com que nossos direitos sejam preservados também é um direito nosso. O nosso pensamento é livre, logo não devemos deixar com que o aprisionem, que o reprimam, pois nós somos livres para pensar e esse direito não são ofertados, são garantidos para nós desde o nascimento. E por isso, essa campanha visa valorizar e vigorar a Liberdade de Pensamento, para que assim possamos viver em harmonia com a nossa sociedade.


Objetivos específicos:


• Distribuir panfletos com os direitos civis do cidadão, afim de que este conheça todos eles;;


• Acabar com a repressão do pensamento;


• Mostrar para todo e qualquer cidadão que ele também tem espaço para falar o que pensa.


Estratégias:


Divulgação na mídia;

Abordamento do assunto em sala de aula;

Palestras públicas.



Sem Título 0001