Superbactérias

Como surgem esses seres resistentes à ação de antibióticos

Big image

O que são?

Superbactérias são seres patológicos, isto é, causadores de doenças, que possuem resistência aos antibióticos.



Como surgem?

De acordo com a teoria neodarwinista, a proliferação de superbactérias se relaciona com o uso indiscriminado de antibióticos. Quando um paciente interrompe o tratamento antes do período previsto, possibilita que bactérias mutantes, naturalmente mais resistentes, sejam favorecidas pelo processo da seleção natural. Assim, em um ambiente sem competição, uma vez que as bactérias menos resistentes foram eliminadas, as superbactérias se reproduzem e ocorre um crescimento de sua população. Desse modo, ao contrário do que o senso comum lamarckista prega, as bactérias não adquirem resistência e sim, o meio que seleciona as mutações que surgiram ao acaso.

Como combatê-las?

Apenas com o uso de antibióticos específicos e extremamente fortes é possível combater as superbactérias. Porém, esses medicamentos podem causar efeitos colaterais indesejados.

Onde são comuns

O surgimento de superbactérias é comum em ambientes hospitalares, onde ocorre o uso de diversos antibióticos e o organismo dos pacientes está debilitado. Por isso, são necessárias medidas de higienização corretas e esterilização dos materiais usados em centros cirúrgicos.

Caso mais comum

A KPC (Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase) foi identificada pela primeira vez nos Estados Unidos em 2000. Seu contágio ocorre em hospitais e pode causar pneumonia, infecções sanguíneas e urinárias.


Ana Guerreiro (02), Débora Café (10), Isabella Chaves (16), Juliana Santos (22), Tainá Ornelas (40) e Thais Netto (41). 3º ano G